Início

Notícias

Ministério da Saúde garante abastecimento de remédios para transplantados

21/11/2017

Publicado por CdBem: 20/11/2017 Para garantir a oferta do medicamento tracolimo, foi feito um novo processo de compra e as entregas já estão ocorrendo em todo o país

Por Redação, com ACS – de Brasília:

A assistência aos pacientes que passam por um transplante está garantida. O Ministério da Saúde realizou a compra de dois importantes medicamentos para essas pessoas: tracolimo e micofenolato de sódio. 

Além de assegurar a assistência aos pacientes, novas compras representam uma economia anual de R$ 176 milhões


Mais de 1,5 mil crianças menores 1 ano ainda precisam de vacina contra febre amarela

21/11/2017

Vacinação contra rotavírus também não atingiu meta

Tatiana Marin, com informações e foto da Sesau

A cobertura vacinal para menores de 1 ano contra febre amarela e rotavírus humano ainda não atingiu o percentual recomendado para 2017. Segundo informações da Sesau (Secretaria Municipal de Saúde), a tríplice viral e a BCG atingiram a quantidade estipulada. Estas e outras dez vacinas (totalizando 14) estão disponíveis nas 67 unidades básicas de saúde de Campo Grande.


Prematuros de Palmas recebem vacinas e imunização ainda na UTI Neonatal para reduzir riscos de doenças

21/11/2017

20/11/2017 - 10:55 / Atualizado em: 20/11/2017 · 11:17 Por: Carlla Morena

Os bebês que nascem antes dos nove meses de gestação requerem alguns cuidados especiais no que diz respeito à vacinação, por se tratarem de crianças imunologicamente mais frágeis. Nas Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) Neonatais geridas pela Intensicare, em Palmas, os pequenos recebem uma imunização que só é dada a prematuros. É a Palivizumabe, um anticorpo que protege as crianças contra o Vírus Sincicial Respiratório (VSR), que pode gerar um quadro pulmonar gravíssimo em prematuros.


Cientistas da UFMG desenvolvem vacina contra a cocaína

21/11/2017

Imunizante seria aliado no tratamento de dependentes químicos

Saúde Do R7* 20/11/2017 - 19h42 (Atualizado em 20/11/2017 - 19h47)


Ministério estabelece margem de 40% de lucro para credenciadas do Farmácia Popular

21/11/2017

20 de novembro de 201720 de novembro de 2017 Ray Santos

Os valores pagos atualmente pelos produtos de asma, hipertensão e diabetes estão acima dos praticados pelo mercado. Insulina é 175% mais cara do que a adquirida pelo SUS


Com lojas fechadas, Farmácia Popular pode mudar custo de medicamentos

21/11/2017

Programa custeia até 90% dos preços de medicamentos

Joaquim Padilha

O Programa Farmácia Popular, do governo Federal, que encerrou suas atividades nas farmácias próprias do Ministério da Saúde em quase 30 pontos em Mato Grosso do Sul em abril, pode estar comprometido também na rede privada.

Na rede privada, as farmácias que vendem medicamentos com reembolso do governo Federal aderem ao “Aqui Tem Farmácia Popular”. Toda vez que vendem um medicamento com até 90% de desconto pelo programa, essas lojas recebem um reembolso a preço fixo pelo governo.


Novos remédios oferecidos pelo SUS melhoram qualidade de vida dos pacientes

21/11/2017

Medicamento
Neste ano, 17 novos medicamentos já foram incorporados à lista de oferta do Sistema Único de Saúde

publicado: 20/11/2017 16h39 última modificação: 20/11/2017 16h45


O acréscimo de 17 novos medicamentos na lista de oferta do Sistema Único de Saúde (SUS) em 2017 ampliou a cobertura de casos atendidos pela rede pública de saúde, melhorando a qualidade de vida dos pacientes. Entre os remédios incorporados estão demandas antigas da população, assim como substâncias que já eram ofertadas, mas que agora alcançam novos grupos e necessidades.


Genérico para câncer de próstata

21/11/2017

Publicação: 21/11/2017 03:00


Tecnologia brasileira reduz efeitos colaterais da quimioterapia

21/11/2017

O objetivo da tecnologia é usar uma nanopartícula que irá ajudar a chegada do medicamento aplicado na veia do paciente

Do Metro Jornal - 20/11/2017 - 08:53

O Instituto de Química da Universidade de Campinas (Unicamp) desenvolveu uma tecnologia que pretende reduzir os efeitos colaterais causados por quimioterapias. Ainda em estado laboratorial, se o estudo passar por testes, pacientes com câncer poderão ter efeitos do tratamento bem amenizados, segundo o pesquisador e doutorando em Química Leandro Carneiro Fonseca.


Unidades de saúde de Indaiatuba recebem visita do diretor da Roche nos Estados Unidos

21/11/2017

Objetivo foi conhecer método de implantação do Teste de HPV em Indaiatuba


Páginas